Iniciativas para o Desenvolvimento Humano e Estratégia em Administração
  1. Home
  2. Quem Somos
  3. Serviços
    1. Para Empresas
    2. Para Pessoas
  4. Conteúdo
    1. Artigos
    2. Eventos
    3. Projeto Acerte Mais+
    4. Notícias
  5. Parceiros
  6. Fale Conosco
014395485.jpeg O Empreendedor e a crise: desafios e oportunidades.

Podemos lidar melhor com a crise

Empreender é pensar além do que se pode ver no momento presente...


O empreendedor e a crise: desafios e oportunidades.


CRISE: parece a palavra da moda. Presente nas conversas, noticiários, jornais. Não é uma questão de pessimismo ou idealismo, são os fatos. E os fatos são impiedosos: a economia retraiu ano passado, retrairá este ano e o no próximo. Temos mais de nove milhões de desempregados e devemos chegar a doze milhões no final de 2016. Aumentos de salário devem ser inferiores à inflação e esta continuará persistentemente alta, assim como os juros.
Em vista dessa conjunção de fatores, as consequências são visíveis. Há menos dinheiro disponível, o crédito será mais restrito, as pessoas mais seletivas com seus gastos, bem como as empresas também.
Alguns setores são mais sensíveis a turbulências que outros, mas, no geral, as empresas constatam a queda no número de clientes e faturamento.
Diante disso, temos algumas alternativas:

 

  • • Reclamar: da crise, do governo, da mídia, do cliente, do mercado, da concorrência, do Conselho, de si mesmo, da profissão, da faculdade. Não importa! O lance é reclamar;
  • • Desistir: jogar a toalha, engavetar os sonhos, “partir pra outra”;
  • • Agir!

Eu, particularmente, prefiro a terceira alternativa. Se você também, continue comigo nesse artigo.
Crise e sabedoria oriental
Diferente do português, a escrita japonesa (que foi “tomada emprestada” da China) não é feita com letras, mas com ideogramas (kanji). São símbolos que transmitem ideias. A essas ideias são atribuídos sons. Outras diferenças é que o japonês se escreve na vertical e da direita para a esquerda.
Em japonês, a palavra CRISE é escrita com dois ideogramas, cada qual com uma ideia:


?: PERIGO
?: OPORTUNIDADE (ou, em uma “tradução clássica” do chinês: ponto crucial, momento crítico, ocasião apropriada, oportuno, oportunidade, sorte, segredo, palavra-chave)

Vivemos, é fato, em tempos de crise. Tempos perigosos, com certeza. Mas, como nos diz a sabedoria oriental, também são tempos de oportunidades (ou, utilizando a tradução clássica, ponto crucial, momento crítico, ocasião apropriada, oportuno, sorte, segredo, palavra-chave).
Oportunidades? Sorte? Ocasião apropriada? Como assim? Você pode estar se perguntando.
O mercado está desafiador, é verdade, mas as oportunidades estão aí, e para aproveita-las precisamos romper paradigmas, pensar fora da caixa, ampliar os horizontes e adquirir novas competências. Pensar, fazer e ver o mundo de forma diferente.
Em tempos de crise, que oportunidades você tem criado?
Você tem desenvolvido novas competências em você, na sua equipe e empresa?
Você está dedicando tempo a adquirir novos conhecimentos? O que de novo você tem aprendido?
Você, seu colaborador ou sua empresa estão ouvindo, de verdade, o cliente? Mesmo aquele que não está comprando nada de você!
Você tem investido algum tempo para observar pessoas/ negócios bem sucedidos?
Contra a crise, crie!

 

Pedro Paulo de Souza
Com mais de 20 anos de experiência na gestão de Equipes e Processos Organizacionais, Desenvolve Estratégias de Alto Desempenho com Pessoas, Líderes, Equipes e Empresas. É Consultor Organizacional e Psicólogo, com formação em Coaching, Liderança Coaching e Empreendedorismo pelo EMPRETEC/ SEBRAE

©2018 - Idhea Consultoria em Recursos Humanos e Gestão Organizacional Rua Tiradentes, 192, Cidade Nobre, Ipatinga - MG, Cep 35.162-413 contato@consultoriaidhea.com.br | 31 3823-9186 | 31 9 8501-2937 www.telecom.inf.br Subir a página