Iniciativas para o Desenvolvimento Humano e Estratégia em Administração
  1. Home
  2. Quem Somos
  3. Serviços
    1. Para Empresas
    2. Para Pessoas
  4. Conteúdo
    1. Artigos
    2. Eventos
    3. Projeto Acerte Mais+
    4. Notícias
  5. Parceiros
  6. Fale Conosco
446735060.png O Pensamento que Criou o Problema não o Resolverá

PENSAMENTOS E CRENÇAS POSITIVAS PARA O SUCESSO


“Pensar e acreditar são escolhas que alteram
o percurso da vida e nos colocam em situações de
desafios. O coaching e o comportamental-cognitivo
apropriam-se das compreensões dos atos e das atitudes
de transformação pessoal e profissional. Estar atento
ao que crer, mas numa posição evolutiva, espontânea e
criativa. O sucesso está nas conquistas das ações e nas
potencialidades mentais”

 


O mundo em que vivemos hoje nos impõe desafios pessoais que elevam a nossa condição de existência. E pela influência das mídias, o caminho a percorrer para a chegada do sucesso por vezes se torna distante e impossível. Com isso, as possibilidades ao mesmo tempo parecem infinitas e limitadas. Mas isso provém de construções mentais sobre a meta.


Nessa perspectiva, quando não é dada a devida atenção aos pensamentos e às crenças, tornam-se mais sofríveis e frustrantes o sucesso e autorrealização. A desistência é eminente numa crença fracassada e desmotivada de energias conciliada à falta de posturas positivas em perceber as possibilidades de conquistas. Pensamentos negativos – eu não consigo; eu sou um fracasso; tem alguma coisa errada comigo; não tenho oportunidade; não tenho sorte – contribuem para o reforço e a repetição de resultados negativos, diminuindo muito as chances de aproximação das metas. E diante das situações de maior energia e contribuição mental e física, espantosamente nos sentimos fracos, estressados e o sentimento de injustiça torna-se o argumento para o abandono do sonho e o desejo de sucesso.


Os comportamentos de fuga, esquivas e sensação de fraqueza acontecem pela incompreensão dos recursos internos. Esses recursos, por vezes, não são explorados ou não foram desenvolvidos. O coaching potencializa a busca do sucesso pessoal e profissional, e seu processo apoia-se na identificação e criação de estados desejados e na percepção das fortalezas internas individuais. Estratégias são construídas, revelando as etapas que precisam ser cumpridas como pré-requisitos para as demais ações e avanços. E no desenvolvimento das competências internas, o foco sai do campo problemático de resolução para posturas de solução imediata. Assim, cria-se dentro da dimensão do pensamento e crença uma postura de agir mais criativa e proativa, favorecendo que se chegue aos resultados almejados.


Passando para uma discussão voltada aos estudos comportamentais e cognitivos, as evidências do enraizamento de crenças paralisadoras estão potencialmente presentes em atitudes e pensamentos que transgridam o caminho do sucesso iminente. E essas atribuições pessoais, às vezes agressivas, violentas, depressivas e em permanente estado de falta perceptiva das relações, causam restrições, limites, impedimentos e obstáculos. Esse acreditar distância e revela uma posição passiva no dia a dia dos comportamentos e ações. Num olhar mais psicológico, amplia o acesso às demais complicações mentais e aos transtornos provenientes do crédito dado às construções pessoais do pensamento distorcido.


Estar ciente que o mundo nos envolve em sistemas de controle, mas conceber que há recursos poderosos e transformadores de maneira interna transcreve uma gama de ganhos e posições atuantes frente às dificuldades da conquista do sucesso. Para isso, retomemos a observação de Albert Einstein: o mesmo pensamento que criou o problema não o resolverá. A sua solução deve se dar por uma nova maneira de ver e pensar o problema. É como um quebra-cabeça, perceber o problema num intervalo de posição atual para o lugar desejado, desenrolar aquilo que não permite atingir as metas pessoais ou profissionais.


Para algumas atitudes mais precisas e imediatas de resolução de metas pessoais, é preciso considerar pontos importantes e estratégicos no trajeto do sucesso. Estabelecer uma programação mental adequada, planejada e repetindo ações simples promoverá novos hábitos que favoreceram as escolhas positivas. Portanto, seguem algumas dicas de atitudes transformadoras:


• Enfrente: o desafio de superar situações difíceis de caráter pessoal é o motivador e se torna gratificante quando se chega ao resultado conquistado positivamente.


• Permita-se: experimentar novas propostas, vivenciar outras condições de atuação e treinar papéis pessoais diferentes dos aplicados no dia a dia pode trazer novas possibilidades e outras percepções de trajetórias.


• “Levanta-te e anda-te”: o poder de resiliência em momentos de desastre fortalece a capacidade de enfrentar condições mais hostis com mais leveza e sabedoria.


• Continue: muitos não o ajudarão, alguns acharão um exagero e poucos vão contribuir para a sua vitória, mas a força da conquista depende do quanto se acredita que é possível chegar aonde se quer.


• Respire: é preciso parar e respirar. Os momentos mais conflituosos são mal resolvidos pela falta de uma respiração carregada de avaliação, análise, planejamento, estratégia e paciência. Tenha calma.


• Escute mais: a virtude da escuta coloca você em condições de mais preparo e inteligência para tomar decisões, sem cair no risco das atitudes impulsivas.


• Exponha: expor seu posicionamento e conhecimento diante das pessoas revela a sua capacidade crítica e o potencial de argumentação. Porém, por vezes, algumas defesas de pensamento podem levar à perda do aprendizado trazido pelo outro.


• Seja acessível: a flexibilidade das ações elevam as maneiras de atuações, e prestar-se dispõe de sua capacidade criativa e proativa. Disponibilidade é um critério para se estar à frente das oportunidades.


• Capacite-se: como chegar ao sucesso sem a sabedoria prévia adquirida? São importantes não apenas os conhecimentos acadêmicos e as titulações, mas também o autodidatismo. Para tanto, a busca do aprendizado é uma maneira de encontrar informações de interesse e sair de um comportamento preguiçoso.


• Agregue: mesclar ciências, vivências e a bagagem individual. A mistura de linguagens e aprendizados enriquece o portfólio de métodos e olhares. Por que não criar algo que misture, por exemplo, psicologia, coaching e teatro? ou medicina, esporte e circo? Em algum momento, tudo se encontra.


• Invente-se: empreender é a capacidade de se recriar e tornar aquilo que é seu em algo de todos. Moldar-se, transformar-se e ser diferente. A criatividade em se construir vem das atitudes, habilidades e do quanto acredita na sua vitória iminente. Seja aquilo que queira ser.


• Atente-se: oportunidades aparecem e obstáculos também, mas pessoas surgem e podem ser os responsáveis pelos entraves e atrasos na corrida ao sucesso. As pessoas dão sinais das intenções, portanto perceba quem está à sua volta.


• Questione: por que não perguntar? A dúvida gera conflitos, e isso não é algo que o afasta de sua meta e sucesso. Lembre-se de que a pergunta vai levá-lo a respostas inesperadas em alguns momentos, mas direciona e norteia as suas escolhas.


• Seja otimista: menos é mais? Mais positividade naquilo que acredita traz menos conflitos no empenho e menos impedimentos nas determinações. Portanto, crie o ambiente de maneira intrínseca e plante nos sorrisos a sua força. Sabe-se que existem muitas outras atribuições pessoais, e nos variados recursos internos que se aplicam em cada pessoa, ainda sim, antes de qualquer posicionamento e atitude, os pensamentos e crenças são influentes. E essa influência atinge diretamente os atos e as ações, e caso seja negativa, age-se de maneira disfuncional, não permitindo racionalizar. Resultado disso é a diminuição da autoconfiança, aumento do estresse e incentivo à desistência. Para que os comportamentos resultantes de pensamentos sejam satisfatórios e aproximem-se de suas metas, é de crucial importância que bons hábitos sejam incorporados ao dia a dia. Numa rotina que cumpre os horários planejados e comprometesse com as etapas provenientes do objetivo a conquistar, na repetição disciplinar evolutiva das ações, mais valores são agregados e estímulos fortalecem a trajetória.


Estar em constante busca de recursos e condições para diminuir o caminho do sucesso traz uma preocupação na alimentação emocional. A motivação é essencial no andamento dos processos de conquistas e o otimismo é fundamental para a percepção das superações, mas o vilão aparece no vínculo emocional. No jogo do sucesso, há ganhos interessantes e geradores de grande satisfação e orgulho, mas também existem perdas, e isso, aliado às emoções de dependência, provoca um campo perigoso e delicado. Por isso, para as etapas serem vencidas, é necessário desprendimento de conquistas anteriores e assim evoluir e chegar a outro lugar.


Existem impedimentos de caráter psicológico e emocional que dificultam o passo adiante, como: depressões, estresses, orgulhos, frustrações etc. Mas é importante lembrar que o sucesso é uma geografia desnivelada, e o terreno cheio de ondulações (altos e baixos), por isso o conselho é tentar imaginar antecipadamente as consequências do apego em cada processo. Por exemplo, o estresse, uma questão emocional muito presente e comum no cotidiano, é algo necessário, mas dependendo de seu nível ele pode deixar de ser saudável e passe para o disfuncional. E quando o nível de exigências e responsabilidades se eleva, a tensão se amplifica e acomete negativamente no andamento de suas metas.


É preciso relaxar e construir períodos de lazer, e, assim, interromper os movimentos excessivos e descontrolados. Enfim, fazer com que a chegada do resultado esperado seja inteira e saboreada com um alívio conquistado pelo desejo e sonho.


Partindo agora para um aprofundamento das posturas de pensamento e crenças, e deixando de lado toda e qualquer conspiração emblemática emocional, existem considerações importantes a se fazer. E o tratamento está em ambientar o que está amparando a sua meta, e assim as potencialidades mentais que sustentam ao sucesso. Ajudando nessa compreensão, é preciso fazer algumas perguntas a respeito do objetivo final, o sucesso:

 

Qual é a sua meta especificamente?

Você precisa refletir sobre qual o lugar ou patamar específico que pretende alcançar ou adquirir e, assim, entender que realmente está na posição de sucesso quando o atingir. A formulação da meta precisa de cuidados, pois é preciso cumprir etapas. E essas etapas, sendo o processo, tornam-se mais importantes pelo aprendizado do que o final do caminho. Prioridade e hierarquia de resolução para cada segmento de superação.


Quanto é a sua meta?
Uma meta sem medida é uma tentativa muito generalista de querer. Porém, mensurar essa escolha torna mais concreto aquilo que está no subjetivo. E o maior cuidado está no quanto você está procrastinando para chegar à meta, pois há muitas situações para afastar você dela.


O que chama atenção na sua meta?
Toda meta tem o seu valor. Mas esse valor é pessoal, único e intransferível. Sendo assim, precisa ser importante pra você, e não porque outra pessoa acredita ou realizou. O significado vem de dentro, e essa positividade construída em seus pensamentos tem benefícios. Se não for algo que movimenta você, ele não vai motivá-lo e a linha da frustração é tênue e longa. Faça por si só.


Como tornar a sua meta palpável?
Pensar na sua atualidade e trazer uma reflexão do seu material individual contribui para um caminhar mais seguro e menos indeciso. No entanto, perceber as condições de recursos, apropriar-se dessas informações e pontuar o trajeto de conquistas transforma-as em oportunidades de mudanças pessoais. Portanto, alcançar uma meta muito audaciosa requer vencer outras pequenas metas. Não há vitórias sem sacrifícios.


Quando você quer chegar na sua meta?
Lutar contra a procrastinação sempre. Colocando um prazo para a sua meta, ao mesmo tempo produz um itinerário para as etapas subsequentes. E a percepção do tempo com um prazo estipulado, e somado com a minimização da distância a percorrer com uma data específica, promove a responsabilidade pessoal de cumprir com as etapas ao sucesso. Dentro do prazo também, é possível ajustar algumas estratégias para a meta. Respeite o tempo, mas cumpra as ações estabelecidas.


Compreender que os trâmites ao sucesso, além das ações e atitudes, as crenças conduzem para o envolvimento dos resultados. E contando que as crenças são influências e determinações sociais e filosóficas enrijecidas no ser, e partilhadas no decorrer da formação intelectual, é potencialmente preciso a transferência da percepção de si. Para isso, confrontando com crenças paralisantes, ainda pode-se aumentar habilidades, provocar a motivação contínua, superar obstáculos mentais, modificar dificuldades na efetividade da meta. E por fim, considerar que o conhecimento sobre o fracasso e a frustração tornasse um afronte às crenças pessoais, não criando uma relação de análise do que possa ser feedback.


Concretizando todo o questionamento a respeito do sucesso, a partir de concepções compartilhadas sobre os pensamentos e crenças, o estímulo essencial e findável está no crédito que dá a você. Resistir, superar, aprender, elogiar-se e motivar-se. Olhe no espelho, encare-se, pois só você sabe as suas fortalezas e aquilo que precisa melhorar. E diga para você frases otimistas, não tendo receio de pensar que esteja sendo hipócrita. Dessa maneira, estará reforçando o seu pensamento e criando a crença do “Sou capaz!”.

 

POR DEIVERSON TÓFANO

©2018 - Idhea Consultoria em Recursos Humanos e Gestão Organizacional Rua Tiradentes, 192, Cidade Nobre, Ipatinga - MG, Cep 35.162-413 contato@consultoriaidhea.com.br | 31 3823-9186 | 31 9 8501-2937 www.telecom.inf.br Subir a página